segunda-feira, 26 de novembro de 2012

LANCELLE, Otto Quirin (*27/03/1885†03/07/1941)




 O primeiro general a tombar na Rússia

Otto Lancelle nasceu em mar./1885 em Xanten, cidade da região do rio Reno. Aos vinte anos ingressou na Marinha Imperial, entretanto pouco tempo depois foi transferido para o Exército onde participou da 1ª Grande Guerra como Capitão e foi condecorado por bravura em combate com uma das maiores honrarias da época - a Pour le Mérite (vide detalhes aqui). Em mar./1920 foi afastado do Exército conforme os ditames do Tratado de Versalhes e quatro anos mais tarde filiou-se ao Partido Nazista. Ingressou nas Tropas de Assalto do partido, as SA, em nov./1931 e, em out./1935 Lancelle foi reativado no Exército no posto de Major. Foi promovido à Coronel em jan./1939 e na mobilização do Exército, em agosto do mesmo ano, foi indicado comandante militar de Frankfurt. Após a queda da Polônia foi designado comandante do 168º Regimento de Artilharia onde permaneceu por um ano. Na sequência passou a ocupar o comando de Artilharia 138 (Arko 138) e em fev./1941 foi promovido à Major-general. Em maio assumiu a liderança da 121ª Divisão de Infantaria no deflagrar da Operação Barbarossa, a invasão da Rússia. Lancelle foi morto por atirador de elite soviético no mês seguinte e passou à história como o primeiro general a morrer em combate no front leste além de ser também o primeiro oficial de alta patente a ser atingido mortalmente por sniper. Após sua morte foi promovido à Tenente-general e agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro.
Promoções:
01/04/05 Cadete-do-mar
11/12/05 Cadete (Exército)
18/04/06 Aspirante
27/01/07 2º Tenente
08/07/14 1º Tenente
03/04/15 Capitão
31/03/20 Major
03/11/31 Coronel-SA
01/02/32 Coronel-senior-SA
20/04/36 Tenente-coronel
01/01/39 Coronel
01/02/41 Major-general
21/07/41 Tenente-general (póstuma)

Principais condecorações:
??/??/14 Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
??/??/15 Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
09/10/18 Pour le Mérite
27/09/39 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe (broche)
07/10/39 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe (broche)
27/07/41 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (póstuma)
Principais comandos:
01/04/38 - 09/11/38 Cmte. 43º Regimento de Artilharia
10/11/38 - 30/06/39 Cmte. 115º Regimento de Artilharia
26/08/39 - 24/10/39 Cmte. Militar em Frankfurt
25/10/39 - 25/11/40 Cmte. 168º Regimento de Artilharia
25/11/40 - 05/05/41 Cmte. de Artilharia 138 (Arko 138)
06/05/41 - 03/07/41 Cmte. 121ª Divisão de Infantaria


domingo, 25 de novembro de 2012

FRETTER-PICO, Otto (*02/02/1893+30/07/1966)


Um general alemão cai prisioneiro dos brasileiros
Otto Fretter-Pico nasceu em fev./1893 na cidade de Karlshure, estado de Baden-Württemberg. Poucos dias antes de iniciar a 1ª Grande Guerra voluntariou-se para o Exército onde participou daquele conflito mundial e destacou-se a ponto de ser condecorado com as duas classes da Cruz de Ferro 1914. No cessar-fogo o então 1º Tenente Fretter-Pico permaneceu engajado nas fileiras do Exército muito embora as restrições do Tratado de Versalhes tivessem imposto uma redução drástica no contingente total da tropa. Em out./1937 foi promovido à Tenente-coronel e um ano mais tarde assumiu o comando do 7º Batalhão de Reconhecimento onde participou dos estágios iniciais da 2ª Guerra Mundial. Na sequência foi colocado na liderança do 297º Regimento de Artilharia onde permaneceu por mais de dois anos e atuou na invasão do oeste (França e Países Baixos) e, mais tarde, na ofensiva contra a Rússia. Em mar./1942 o Coronel Fretter-Pico foi indicado comandante de Artilharia 102 (Arko 102) ainda em território soviético. Em fev./1943, pouco antes de sua promoção à Major-general, aceitou o comando da 57ª Divisão de Infantaria ainda no front leste. Em setembro do mesmo ano Freter-Pico foi transferido para o teatro da Itália que acabara de capitular diante dos aliados sendo ali colocado na liderança da 148º Divisão de Infantaria. Em dez./1944 o então Tenente-general Fretter-Pico foi finalmente condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro pelo seu brilhante desempenho diante dos seus comandados na defesa do território. No final de abril de 1945 as tropas germânicas em terras italianas renderam-se aos aliados e o valoroso general foi feito prisioneiro das tropas brasileiras da Força Expedicionária (FEB) que compunha o 5º Exército norte-americano do general Mark Clark. Fretter-Pico passou mais de três anos em cativeiro e faleceu de causas naturais na Suiça em jul./1966, aos 73 anos.
Promoções:
18/10/14 Sargento Jr.
29/11/14 Aspirante
27/01/15 2º Tenente
18/10/18 1º Tenente
01/02/28 Capitão-de-cavalaria
01/01/35 Major
01/10/37 Tenente-coronel
01/09/40 Coronel
01/03/43 Major-general
20/10/44 Tenente-general
Principais condecorações:
? Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
? Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
? Cruz de Ferro 1939 2ª Classe (broche)
? Cruz de Ferro 1939 1ª Classe (broche)
11/12/41 Cruz Germânica em ouro
12/12/44 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
Principais comandos:
10/11/38 - 05/02/40 Cmte. 7º Batalhão de Reconhecimento
06/02/40 - 06/03/42 Cmte. 297º Regimento de Artilharia
07/03/42 - 18/12/42 Cmte. de Artilharia 102 (Arko 102)
20/02/43 - 01/09/43 Cmte. 57ª Divisão de Infantaria
25/09/43 - 20/03/44 Cmte. 148ª Divisão de Reserva
18/09/44 - 28/04/45 Cmte. 148ª Divisão de Infantaria

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

TOLSDORFF, Theodor (*03/11/1909†25/05/1978)


Um exemplar soldado de infantaria

Theodor Tolsdorff nasceu no estado da Prússia Oriental em nov./1909. Aos 25 anos incompletos ingressou no Exército como Soldado. Em mar./1939, já como 1º Tenente, assumiu o comando da 14ª Cia. do 22º Regimento de Infantaria onde experimentou o batismo de fogo na campanha contra a Polônia, em setembro daquele ano e posteriormente na Rússia. Pelo seu excelente desempenho à frente de seus comandados foi condecorado com as duas classes da Cruz de Ferro 1939 e dois anos depois com a cobiçada Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro. Tolsdorff foi promovido à Capitão em jan./1942 e colocado no comando do 1º batalhão do mesmo regimento de infantaria que vinha servindo, ainda no front leste. Um ano mais tarde foi promovido por merecimento à Major e em set./1943 recebeu das mãos de Hitler a incomum Folhas de Carvalho de sua Cruz de Cavaleiro. Dois meses após foi designado comandante daquele regimento, já rebatizado Grenadier. Em mar./1944 Tolsdorff foi transferido para a região dos países bálticos onde assumiu a liderança do 1.067º Regimento Grenadier. Nesta unidade ele foi promovido novamente por merecimento a Coronel e condecorado com as Espadas de sua Cruz de Cavaleiro por seu brilhantismo em combate. Em set./1944 o excelente militar foi chamado para comandar a 340ª Divisão Volksgrenadier, ainda como Coronel. Neste comando ele atuou com destacado conceito na batalha das Ardenas e na defesa do rio Reno e, por conta disso, foi promovido à Tenente-general, com apenas 35 anos de idade, e condecorado com a raríssima Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho, Espadas e Diamantes, sendo apenas o 25º soldado das Wehrmacht a receber tal honraria. Nos dois últimos meses do conflito mundial Tolsdorff ainda seria colocado à frente do 82º Corpo de Exército na defesa do território do Reich, entretanto a situação das forças alemãs era desalentadora. Tolsdorff, apelidado "Leão de Wilna" é considerado o militar de infantaria alemão mais condecorado na 2ª Guerra. No final das hostilidades caiu prisioneiro dos aliados  e passou dois anos em cativeiro norte-americano. Em mai./1978 Tolsdorff faleceu de causas naturais aos 68 anos.
Promoções:
01/10/34 Soldado
01/10/35 Sargento Jr.
01/06/36 1º Sargento
01/06/36 2º Tenente
01/10/38 1º Tenente
01/01/42 Capitão
01/01/43 Major
01/04/44 Tenente-coronel
01/08/44 Coronel
30/01/45 Major-general
16/03/45 Tenente-general

Principais condecorações:
22/09/39 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe
23/10/39 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe
04/12/41 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
23/08/42 Cruz Germânica em ouro
15/09/43 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho (302º)
18/07/44 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho e Espadas (80º)
18/03/45 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho, Espadas e Diamantes (25º)
Principais comandos:
01/03/39 - 31/12/41 Cmte. 14ª Cia. do 22º Regimento de Infantaria
01/01/42 - 31/10/43 Cmte. 1º Batalhão do 22º Regimento Grenadier
01/11/43 - 29/02/44 Cmte. 22º Regimento Grenadier
01/03/44 - 06/08/44 Cmte. 1.067º Regimento Grenadier
01/09/44 - 01/04/45 Cmte. 340ª Divisão Volksgrenadier
01/04/45 - 15/04/45 Cmte. 82º Corpo de Exército
20/04/45 - 08/05/45 Cmte. 82º Corpo de Exército