quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

BALCK, Hermann (*07/12/1893†29/11/1982)

Hermann Balck nasceu na cidade de Danzig em dez./1893. Ingressou no Exército em abr./1913 e lutou durante a 1ª Grande Guerra onde foi condecorado por bravura com a Cruz de Ferro 1ª Classe. Ao terminar a guerra, no posto de 1º Tenente, Balck permaneceu na ativa chegando ao posto de Tenente-coronel em fev./1938. Ao começar a 2ª Guerra estava servindo no Alto Comando do Exército (OKH), mas após a vitória na Polônia, foi designado para o comando do 1º Regimento de Rifles onde participou da Blitzkrieg contra os Países Baixos e França. Em dez./1940 assumiu a chefia do 3º Regimento Panzer e logo depois comandou a 2ª Brigada Panzer na invasão da Rússia. Poucos dias depois foi trazido à Alemanha para servir no OKH novamente como especialista de tropas Panzer. Em mai./1942, após sua promoção à Major-general, foi designado para comandar a 11ª Divisão Panzer onde atuou no front leste tendo sido condecorado com as Folhas de Carvalho em dez./1942. Em mai./1943, após receber as Espadas de sua Cruz de Cavaleiro, Balck foi nomeado comandante da Divisão de Infantaria Motorizada Grossdeutschland. Em set./1943 foi transferido para o front oeste para comandar o 14º Corpo Panzer sediado na França ocupada. Em nov./1943 novamente foi deslocado para o front oriental como comandante do 48º Corpo Panzer onde, por seu desempenho, recebeu os Diamantes de sua Cruz de Cavaleiro. Após dois comandos de curta duração no 4º Exército Panzer e Grupo de Exércitos G, Balck foi nomeado comandante do 6º Exército onde acumulou também a chefia do Grupo de Exércitos Balck nos meses finais da guerra. Terminado o conflito mundial Balck foi feito prisioneiro e passou 2 anos em cárcere norte-americano. Em nov./1982 Hermann Balck faleceu em Eberbach, com quase 89 anos de idade.
Promoções:
10/04/13 Cadete
18/12/13 Aspirante
10/08/14 2º Tenente
01/05/24 1º Tenente
01/02/29 Capitão-de-cavalaria
01/06/35 Major
01/02/38 Tenente-coronel
01/04/40 Coronel
01/04/42 Major-general
21/01/43 Tenente-general
12/11/43 General-panzer

Principais condecorações:
15/10/14 Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
26/11/14 Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
10/05/18 Insígnia de Ferimento em Ouro 1914
12/05/40 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe (broche)
13/05/40 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe (broche)
03/06/40 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
20/12/42 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho (155º)
04/03/43 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho e Espadas (25º)
31/08/44 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho, Espadas e Diamantes (19º)



Principais comandos:
16/11/38 - 22/10/39 OKH¹ (Tropas panzer)
23/10/39 - 23/10/40 Cmte. 1º Regimento de Rifles
15/12/40 - 14/05/41 Cmte. 3º Regimento Panzer
15/05/41 - 25/06/41 Cmte. 2ª Brigada Panzer
01/11/41 - 15/05/42 OKH¹ (Tropas Panzer)
16/05/42 - 04/03/43 Cmte. 11ª Divisão Panzer
04/03/43 - 30/06/43 Cmte. Divisão de Infantaria Motorizada Grossdeutschland, depois Panzergrenadier Grossdeutschland
02/09/43 - 08/10/43 Cmte. 14º Corpo Panzer
12/11/43 - 15/11/43 Cmte. 40º Corpo Panzer
13/11/43 - 04/08/44 Cmte. 48º Corpo Panzer
05/08/44 - 21/09/44 Cmte. 4º Exército Panzer
21/09/44 - 23/12/44 Cmte. Grupo de Exércitos G
23/12/44 - 08/05/45 Cmte. 6º Exército
24/12/44 - 18/03/45 Cmte. Grupo de Exércitos Balck²

Obs.: ¹ Alto Comando do Exército. ² Composto pelos 6º Exército Alemão e 3º Exército Húngaro.



ANGELIS, Maximilian de (*02/10/1889†06/12/1974)

Maximilian de Angelis nasceu em Budapeste (Hungria) em out./1889. Aos 20 anos (ago./1910) ingressou no Exército do antigo Império Austro-húngaro como 2º Tenente. De Angelis lutou na 1ª Grande Guerra e permaneceu no Exército Austríaco após o conflito até a anexação ao Reich Alemão em mar./1938 quando foi também promovido à Major-general. Ao eclodir a 2ª Guerra Mundial de Angelis foi nomeado comandante da 76ª Divisão de Infantaria onde participou das primeiras campanhas na Polônia, Países Baixos, França, Grécia e, por fim, a invasão da Rússia em jun./1941. No início do ano seguinte foi promovido à General-de-artilharia ao mesmo tempo em que foi designado para comandar o 44º Corpo de Exército, ainda no front leste. Por seu desempenho foi condecorado em nov./1943 com as Folhas de Carvalho. Na sequência, foi nomeado comandante do 6º Exército por dois breves períodos de tempo intercalado com o comando do 44º Corpo. Em jul./1944 de Angelis foi feito comandante do 2º Exército Panzer onde lutou nos Bálcãs contra as tropas soviéticas naquele território. Terminada a guerra foi aprisionado pelos norte-americanos e entregue aos russos onde permaneceu em cativeiro por mais de 10 anos, tendo sido libertado em nov./1955. Maximilian de Angelis faleceu em Graz, na Áustria, em dez./1974, aos 85 anos.
Promoções:
18/08/10 2º Tenente (Exército Austríaco)
01/08/14 1º Tenente
01/05/17 Capitão
01/11/26 Major (Exército Austríaco)
15/01/29 Tenente-coronel
28/06/33 Coronel
15/03/38 Major-general (Exército Alemão)
01/08/40 Tenente-general
26/01/42 General-de-artilharia



Principais condecorações:
13/05/40 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe
01/06/40 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe
19/09/41 Ordem de Michael "O Bravo" 3ª Classe (Romênia)
09/02/42 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
12/11/43 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho (323º)
Principais comandos:
26/08/39 - 26/01/42 Cmte. 76ª Divisão de Infantaria
26/01/42 - 30/11/43 Cmte. 44º Corpo de Exército
22/11/43 - 19/12/43 Cmte. 6º Exército
15/01/44 - 08/04/44 Cme. 44º Corpo de Exército
08/04/44 - 17/07/44 Cme. 6º Exército
18/07/44 - 08/05/45 Cmte. 2º Exército Panzer


ALLMENDINGER, Karl (*03/02/1891†02/10/1965)

Karl Allmendinger nasceu em fev./1891 na cidade de Abtsgemünd e ingressou nas fileiras do Exército em out./1910 como Cadete. Durante a 1ª Grande Guerra Allmendinger chegou a patente de 1º Tenente tendo sido condecorado com a Cruz de Ferro 1ª Classe. Ao terminar aquele conflito manteve-se no Exército tendo atingido o posto de Coronel em ago./1936. Pouco mais de um ano depois assumiu o comando do 35º Regimento de Infantaria. Quando a 2ª Guerra começou ele estava servindo no Alto Comando do Exército (OKH) e logo a seguir foi alçado a chefia do Estado-Maior do 5º Corpo de Exército onde participou das operações da invasão dos países baixos e França. Promovido a Major-general em ago./1940 Allmendinger foi nomeado dois meses depois comandante da 5ª Divisão de Infantaria, onde atuou na invação da Rússia. Por sua liderança em combate foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em jul./1941 e em dez./1942 recebeu das mãos de Hitler as Folhas de Carvalho. Após servir um breve período no Alto Comando das Wehrmacht (OKW) Allmendinger foi nomeado comandante do 5º Corpo de Exército em jul./1943 na frente leste. Em mai./1944 foi designado para comandar o 17º Exército quando as tropas soviéticas vinham numa ofensiva avassaladora. Allmendinger foi afastado do comando em jul./1944 não tendo mais participação de chefia na guerra. Terminado o grande conflito foi aprisionado pelos aliados e mantido em cárcere até dez./1947. Karl Allmendinger faleceu em Ellwangen em out./1965, aos 73 anos.
Promoções:
01/10/10 Cadete
22/04/11 Aspirante
27/01/13 2º Tenente
18/04/16 1º Tenente
27/01/23 Capitão
01/02/32 Major
01/07/34 Tenente-coronel
01/08/36 Coronel
01/08/40 Major-general
01/08/42 Tenente-general
01/04/44 General-de-infantaria

Principais condecorações:
? Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
? Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
20/09/39 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe (broche)
21/05/40 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe (broche)
17/07/41 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
13/12/42 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho (153º)
29/03/43 Cruz da Liberdade 1ª Classe com Espadas (Finlândia)
12/07/44 Ordem de Michael "O Bravo" 3ª Classe (Romênia)
Principais posições/comandos:
12/10/37 - 09/11/38 Cmte. 35º Regimento de Infantaria
15/10/39 - 24/10/40 Chefe de E-M do 5º Corpo de Exército
25/10/40 - 04/01/43 Cmte. 5ª Divisão de Infantaria, depois Leve, depois Jäger
01/07/43 - 01/05/44 Cmte. 5º Corpo de Exército
01/05/44 - 25/07/44 Cmte. 17º Exército



ABRAHAM, Erich Gottfried (*27/03/1895†07/03/1971)

Erich Abrahan nasceu em Mariemburg em mar./1895 e alistou-se no Exército tão logo começou a 1ª Grande Guerra em ago./1914. Durante este conflito Abraham destacou-se por bravura como 2º Tenente tendo sido condecorado com a Cruz de Ferro 1ª Classe. Em mai./1920 foi afastado do Exército segundo as determinações impostas pelo Tratado de Versalhes e ingressou na Polícia onde ficou até out./1935 quando retornou ao Exército no posto de Major. De fev./1937 até abr./1940 esteve à frente de dois batalhões de infantaria onde participou da campanha contra a Polônia no começo da 2ª Guerra Mundial. Na sequência, Abraham foi nomeado comandante do 230º Regimento de Infantaria na campanha contra o oeste (França e Paises Baixos) e Operação Barbarosa (invasão da Rússia). Permaneceu nesta unidade até nov./1942 quando foi destacado para servir na Escola de Infantaria de Viena. Em abr./1943, pouco antes de ter sido promovido à Major-general, Abraham assumiu o comando da 76ª Divisão de Infantaria onde atuou na França e posteriormente no front leste. Por suas ações à frente desta unidade foi condecorado com as Folhas de Carvalho em jun./1944. Por curto espaço de tempo, acumulou o comando do 6º Corpo de Exército Romeno e depois foi posto à frente do Grupo Abraham na tentativa de deter os avanços soviéticos nos países dos Bálcãs. Em dez./1944 foi nomeado para comandar o 63º Corpo de Exército no front oeste e depois na defesa do território alemão. Seus comandados foram cercados na região industrial do Ruhr e Abraham entregou-se aos aliados em abr./1945 permanecendo em cativeiro até ago./1947. Erich Abraham faleceu em Wiesbaden em mar./1971, pouco antes de completar 76 anos de idade.
Promoções:
06/12/14 Soldado
15/03/15 Cabo
12/05/15 Aspirante
11/07/15 2º Tenente
21/05/20 2º Tenente (Polícia)
14/06/20 1º Tenente (Polícia)
09/04/25 Capitão (Polícia)
20/04/34 Major (Polícia)
15/10/35 Major (Exército)
30/09/38 Tenente-coronel
14/08/41 Coronel
15/05/43 Major-general
20/03/44 Tenente-general
26/02/45 General-de-infantaria
Principais condecorações:
02/09/15 Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
27/06/17 Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
10/03/40 Cruz de Ferro 1939 2ª Classe (broche)
21/06/40 Cruz de Ferro 1939 1ª Classe (broche)
07/03/42 Cruz Germânica em ouro
13/11/42 Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
26/06/44 Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho (516º)
Principais comandos:
27/02/37 - 20/11/39 Cmte. 1º Batalhão do 105º Regimento de Infantaria
21/11/39 - 05/04/40 Cmte. 2º Batalhão do 266º Regimento de Infantaria
06/04/40 - 31/03/42 Cmte. 230º Regimento de Infantaria
27/06/42 - 06/11/42 Cmte. 230º Regimento de Infantaria, depois de Rifles
01/04/43 - ??/07/44 Cmte. 76ª Divisão de Infantaria
??/08/44 - 04/09/44 Cmte. 76ª Divisão de Infantaria
13/12/44 - 16/04/45 Cmte. 63º Corpo de Exército



sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

MEDALHA POR TEMPO DE SERVIÇO NAS SS (SS-Dienstauszeichnung)


Condecoração adotada em jan./1938 a fim de reconhecer o tempo de serviço dos membros das SS.
Seu desenho poderia ser de forma circular (foto à esquerda) ou em forma de suástica (foto à direita), considerando os dizeres no verso "Für Treue Dienste in der SS" (Por Serviços Leais às SS) junto ao numeral alusivo à classe.
Havia quatro classes: 4ª Classe (4 anos - formato circular em bronze - foto à esquerda), 3ª Classe (8 anos - formato circular em bronze), 2ª Classe (12 anos - formato de suástica em prata) e 1ª Classe (25 anos - formato de suástica em ouro - foto à direita).
Deveriam ser usadas exclusivamente na barra de fitas de medalhas, entretanto não mais de duas classes ao mesmo tempo.
Não é conhecido o número de pessoas que tenham recebido esta condecoração.
A medalha alusiva aos 4 anos de serviço era exclusiva para praças e sargentos.

Documento - 4ª Classe
Uso na barra de fitas

MEDALHA POR TEMPO DE SERVIÇO NA POLÍCIA (Polizei Dienstauszeichnung)


Medalha introduzida em jan./1938 para reconhecer os policiais militares pelo tempo de serviço alcançado.
Seu desenho poderia ser em forma de medalha redonda (imagem à esquerda) ou cruz (imagem à direita), considerando no verso os dizeres "Für Treue Dienste in der Polizei" (Por Serviços Leais à Polícia).
Havia três classes a saber: prata (8 anos - forma circular - foto à esquerda), prata (12 anos - forma de cruz) e ouro (25 anos - forma de cruz - foto à direita).
Seu modo de uso era restrito à barra de fita de medalhas e não se conhece o total de policiais agraciados com esta honraria.
Em ago./1944 foi criada uma nova classe para homenagear os policiais militares que tivessem atingido 40 anos de serviço. Entretanto apenas um broche em forma de ramo de folhas de carvalho dourado foi acrescentado à fita da classe alusiva aos 25 anos.


8 - 12 - 25 anos


MEDALHA POR TEMPO DE SERVIÇO NO RAD (Dienstauszeichnungen für den Reichsarbeitsdienst)


Medalha instituída em jan./1938 a fim de homenagear os integrantes do Serviço Nacional do Trabalho (Reichsarbeitsdienst - RAD) pelo tempo de serviço atingido. Vide modelo masculino à esquerda considerando no verso os dizeres "Für Treue Dienst in Reichsarbeitsdienst" (Por Trabalhos Leais ao RAD). O modelo destinado às mulheres era algo diferente, com uma suástica maior no local da pá, mantendo os mesmos ramos de trigo em "V". Vide foto à direita.
Havia quatro calsses: bronze (4 anos de serviço), prata (12 e 18 anos) e ouro (25 anos). A versão em prata relativa aos 18 anos se diferenciava da relativa aos 12 anos apenas pela introdução de um pequeno broche prateado em forma de águia fixado na fita que a sustentava. Este mesmo broche dourado também era previsto na classe em ouro, embora nada diferenciasse.
Seu uso, no caso do condecorado ser militar, deveria se restringir exclusivamente à barra de fitas de medalhas, entretanto os civis (homens ou mulheres) a usavam presa por um laço no botão do sobretudo (vide foto à direita - classe em ouro feminino, observar broche em forma de águia).
Não é conhecido o número de pessoas contempladas com esta medalha.





Documento

EMBLEMA DO ESPORTE-SA (SA-Sportabzeichen)


Condecoração instituída em nov./1933 com o intuito de reconhecer exclusivamente os membros das SA por atingirem níveis elevados em saúde física através de testes esportivos. Estes testes eram constituídos de exercícios físicos, de defesa e de campo.
Seu desenho é como apresentado na figura à esquerda.
Havia três classes: bronze (homens abaixo de 35 anos de idade), prata (homens com idade entre 35 e 40 anos) e ouro (para homens acima de 40 anos - modelo da foto à esquerda).
De acordo com o regulamento, este distintivo deveria ser usado no bolso superior esquerdo do uniforme, abaixo de qualquer outra condecoração militar por barvura ou mérito, se fosse o caso.
É desconhecido o número de pessoas condecoradas com este emblema.
A cada 12 meses este distintivo deveria ser reconquistado e, para ingressar nas fileiras das SS, o candidato deveria conquistá-lo.
A partir de 1935 seu uso foi estendido a não-membros das SA e seu nome foi alterado para SA Wehrabzeichen.
Em 1943 uma nova classe foi admitida, com pequena alteração no desenho (vide foto acima à direita), para agraciar aqueles que houvessem sido feridos em combate durante a guerra e que já tivessem recebido qualquer das classes anteriores.


EMBLEMA DE EDUCAÇÃO FÍSICA (Deutsches Reichsabzeichen für Leibesübungen-DRL)


Medalha reinstituída em 1937 a fim de condecorar os militares ou não, independente do sexo, que demonstraram excelência em eventos esportivos através de testes físicos diferenciados.
Seu desenho é como aparece nas fotos ao lado.
Existiram três classes: bronze (para pessoas com idade entre 18 e 32 anos), prata (entre 32 e 40 anos - vide foto à esquerda) e ouro (acima de 40 anos de idade).
Deveria ser usada, segundo o regulamento, no bolso superior esquerdo da farda dos militares, porém abaixo das demais medalhas por mérito ou bravura, se fosse o caso.
Seu número de recebedores é desconhecido.
Interessante ressaltar que este distintivo deveria ser reconquistado a cada 12 meses e, para ingressar nas SS, o candidato deveria conquistá-lo.
Em nov./1942 uma 4ª Classe (foto à direita) foi introduzida para agraciar aqueles que haviam sido feridos em batalha e que já houvessem recebido uma classe anterior.


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Medalha de Mérito e Comemorativa dos Jogos Olímpicos de 1936 (Deutsches Olympiaehrenzeichen und Olympia-Erinnerungsmedaille)


A Medalha de Mérito (foto à esquerda) foi instituída em fev./1936 e a Medalha Comemorativa (foto abaixo) em julho do mesmo ano. Ambas as condecorações premiavam aqueles indivíduos, militares ou não, alemães ou não, que tivessem contribuído de forma significativa para a realização dos Jogos Olímpicos de Berlim ou mesmo os Jogos de Inverno de Garmisch-Partenkirchen.
A Medalha de Mérito foi criada em duas classes, com desenho bastante semelhante: 2ª Classe e 1ª Classe (foto à esquerda).
A Medalha Comemorativa tinha apenas uma classe e no verso os dizeres "Für Verdienstvolle Mitarbeit bei den Olympischen Spielen 1936" (Mérito Pela Participação nos Jogos Olímpicos de 1936).
A Medalha ao Mérito 2ª Classe deveria ser usada na barra de fitas de medalhas, caso o condecorado fosse militar e pendurada ao peito, lado esquerdo, caso fosse civil. A de 1ª Classe era usada ao redor do pescoço pela fita que a sustentava.
A Medalha Comemorativa deveria ser usada unicamente na barra de fitas de medalhas, caso fosse militar, e pendurada ao peito, lado esquerdo, caso fosse civil.
Foram condecoradas 4.131 pessoas com a Medalha de Mérito (ambas as classes) e 54.915 com a Medalha Comemorativa.

MEDALHA POR TEMPO DE SERVIÇOS LEAIS (Treudienst Ehrenzeichen)

Medalha instituída em jan./1938 para agraciar funcionários públicos e trabalhadores em geral pelo tempo de bons serviços prestados. Tinha por objetivo incentivar a colaboração máxima do povo alemão. Seu desenho pode ser observado na foto ao lado, considerando no verso os dizeres "Für Treue Dienste" (Por Serviços Leais).
Havia três classes: 2ª Classe (em prata para pessoas com 25 anos de serviços prestados), 1ª Classe (em ouro, 40 anos de serviços - vide foto) e Classe Especial (em ouro, 50 anos de serviços). Esta última se diferenciava apenas pela gravação, em alto relevo, do numeral "50" acima da suástica (vide imagem mais abaixo).
Seu uso, no caso do condecorado ser militar, era restrito à barra de fitas de medalhas.
É desconhecido o número de condecorados.



INSÍGNIA DA JUVENTUDE HITLERISTA (Hitler Jugend Abzeichen)


Não se trata de uma condecoração e sim uma forma de identificar um membro da Juventude Hitlerista (HJ). Não se conhece a data da instituição (provavelmente entre 1922 e 1924) e seu modelo é semelhante as fotos apresentadas, embora sem o contorno em ouro.
Em jun./1934, foi instituída uma nova classe, em ouro (Goldenes Hitler Jugend Ehrenabzeichen - foto à esquerda), esta sim como forma de condecorar os membros da HJ ingressos antes de out./1932 por completar cinco anos nas organizações juvenis nazistas ou por serviços excepcionais.
Em 1935 (desconhece-se o mês) outra classe foi introduzida, ouro com folhas de carvalho (foto à direita) para indivíduos que superaram o mérito daqueles agraciados com a classe em ouro, embora não houvesse pré-requisito entre ambas.
Seu uso, nos uniformes dos militares, era sobre o bolso superior esquerdo, ao lado das demais condecorações, se fosse o caso. Os civis a usavam preso à lapela do casaco. A insígnia padrão, de todos os membros da HJ, era usada da mesma forma que os militares.
É desconhecido o número de condecorados com a classe em ouro e aproximadamente 250 pessoas tenham recebido a classe com folhas de carvalho.
Em mai./1942 uma classe especial, em ouro, folhas de carvalho, cravejada com diamantes e rubis foi criada exclusivamente para agraciar o ex-líder das HJ, Baldur von Schirach.

documento

MEDALHA DE BRIGADA DE INCÊNDIO (Feuerwehr Ehrenzeichen)

Medalha instituída em dez./1936 aos indivíduos, militares ou não, por mérito ou longo tempo de serviço em combate a incêndios.
Seu modelo segue a imagem da foto ao lado, com os seguintes dizeres ao redor "Für Verdienste in Feuer Löschwensen" (Por Mérito de Combate ao Fogo). O verso era liso.
Existiram duas classes: 2ª Classe em prata e 1ª Classe em ouro (vide foto).
O uso era restrito à barra de fita de medalhas no caso do condecorado ser militar e não se conhece o número de condecorados com ela.




MEDALHA PELA PROTEÇÃO AÉREA (Luftschutz Ehrenzeichen)


Condecoração introduzida em jan./1938 como forma de reconhecimento aos civis e militares que tivessem atuado em serviços de defesa civil, notadamente na defesa aérea.
Seu modelo está espelhado nas fotos ao lado considerando os dizeres ao redor da suástica "Für Verdienste in Luftschutz" (Por Mérito na Defesa Aérea).
Havia duas classe - 2ª Classe em prata (foto à esquerda) e 1ª Classe em ouro (foto à direita).
Seu modo de uso era, no caso de militares, exclusivamente, na barra de fitas de medalhas (vide foto abaixo), sobre o bolso superior esquerdo do uniforme e a quantidade de condecorados é desconhecida.

documento
Barra de fitas de medalhas - 2ª Classe